Oi! Meu nome é Alessandra Boldrini. Sou formada em marketing e atuei boa parte da minha carreira em agências digitais. Nos últimos 5 meses eu vinha sentindo uma inquietação muito grande em relação à minha vida e principalmente em relação ao meu trabalho.

Há poucas semanas, larguei um emprego que não fazia mais sentido pra mim e escolhi seguir o caminho da vida autônoma. Vim para a Aldeia e abri minha empresa há um mês, com foco em trazer soluções para meus clientes nas áreas de mídias sociais e estratégias digitais, produzindo conteúdo e prestando consultorias.

Como sei que tem muita gente por aí com essa “coceirinha” também, comecei a escrever esse diário (que é um “semanário”, na verdade). Nele, estou relatando as alegrias, dores, angústias e conquistas de uma empreendedora novata na esperança de que possa ajudar e encorajar quem está passando pelo que passei e inspirar vocês a colocar as ideias na realidade também. Espero que gostem!

E a ficha caiu…

Dois dias depois que pedi demissão da agência, a Aldeia fez um happy hour para todo mundo compartilhar suas conquistas de fevereiro. Fizemos uma roda bem no meio da Aldeia e aos poucos cada um foi contando suas vitórias do mês. Quando chegou minha vez, comecei com a frase “Pedi demissão da empresa que eu trabalhava” e a galera toda gritou, aplaudiu, ganhei parabéns de todo mundo, foi demais!

 

Era a primeira vez que eu dizia aquilo em voz alta. Naquele momento todas as fichas caíram de uma vez só e eu pensei “isso está realmente acontecendo comigo”. A única coisa que eu conseguia fazer era sorrir.

Semana 01

Primeiro dia trabalhando pra minha empresa, uau! Eu ainda tive que cumprir horário de manhã na agência, meu coração quase não aguentava de tanta ansiedade, queria chegar logo na Aldeia, sentar com a galera e começar a botar a mão na massa! Saí direto da agência e fui pro coworking. Fui recebida com abraços, parabéns e até ganhei um “que orgulho”. Esse acolhimento é realmente fantástico e me manteve segura que eu tinha tomado a melhor decisão da minha vida.

Como começar a empreender

Várias pessoas vieram me chamar pra gente conversar e tomar um café. Conversamos sobre o que eu mais gosto de fazer, sobre o que eu quero fazer agora, e eles foram me dando várias dicas muito práticas pra começar minha vida de empreendedora. A dica que mais guardo foi “espalhe a notícia pra sua comunidade de amigos”.

Isso não parava de martelar minha cabeça. Antes de dormir, peguei o celular e escrevi um post no Facebook e no Instagram contando como foi meu primeiro dia como empreendedora. Agradeci a ajuda de todos até aquele momento e contei com o que estava trabalhando. Uma galera veio falar comigo, gente que eu não falava fazia muito tempo veio me procurar! Ali começava uma pequena fagulha e eu não tinha ideia que em breve ia se transformar numa fogueira.

Novos desafios

Um antigo contato, um cliente querido que eu atendia lá no início da minha história na agência, veio me procurar. Ele ficou curioso e queria saber o que eu estava aprontando! Contei toda a história pra ele num almoço e ele na hora perguntou “quero fazer uma consultoria com você. Topa?”. Topei na hora!

O desafio que ele me propôs foi novidade pra mim, eu nunca tinha ensinado ninguém sobre marketing digital (com exceção dos meus estagiários), mas sempre tive muito interesse em fazer isso. Além dele ter me ajudado a dar esse ponta-pé inicial, trouxe uma ideia valiosa que eu poderia replicar pro meu negócio. Eu agora poderia ser consultora e ajudar as empresas com os conhecimentos que adquiri até agora.

Aí surgiu a parte difícil: como vou fazer um orçamento disso? Bateu uma insegurança bem chata, será que ia saber cobrar? E será que seria um preço justo tanto pra mim, quanto pro cliente?

Decidi mandar esses medos todos passearem. Fui atrás das pessoas e tratei de fazer conexões! Conversei com uma pessoa que já tinha essa experiência em dar aula (e o melhor, na minha área) e a gente desenhou formatos muitos legais juntas. Adotei ela como minha mentora desse processo e ela vem me ajudando a entender várias questões.

Conselho de empreendedora: tenha um mentor

Aliás, tenha vários mentores, quantos puder ter e em diferentes áreas, principalmente naquelas que você não domina ainda. Eles já trilharam o caminho que você quer trilhar e sabem como e quando você tem que desviar de um obstáculo, encurtando seu tempo para atingir seus objetivos!

Eu estava muito segura com as orientações da minha mentora, mas ainda faltava o orçamento e esse era o tipo de coisa que não adiantava mais procrastinar. Uma hora eu precisaria sentar, rever todos os meus orçamentos e parar de ter medo toda vez que eu enviasse um por e-mail.

Foi quando conheci dois meninos que têm uma empresa de gestão de marcas. A nossa sintonia foi incrível no primeiro segundo de conversa! Falamos sobre nossos negócios, propósitos, paixões, medos, angústias e trocamos muito conhecimento. Mal eu sabia (de novo) que eu estava fazendo uma das melhores parcerias da vida! Um dos meninos (outro grande mentor) me apresentou uma planilha financeira super completa e me ensinou a mexer nela, assim eu poderia adaptar pro meu negócio e minhas atividades.

Fiquei pelo menos uns 4 dias direto em cima dela, analisando cada número, cada serviço que eu iria prestar, quantas horas eu iria levar pra desenvolver cada um, e mais um monte de outros detalhes. No final dessa maratona, eu estava esgotada. Sonhei com números e porcentagens, não aguentava mais ver número na minha frente, eu queria ver letras, imagens e gifs de gatinhos fofos (eu fiquei todos esses dias sem abrir meu Facebook, o que foi bem importante e fica como mais uma dica aí pra você).

Gratidão

No final da semana eu abri minha planilha, montei meu orçamento pro projeto de consultoria e tive certeza que aqueles valores estavam perfeitos assim. Criei uma proposta e mandei pro cliente, cheia de confiança. Lembro que ainda escrevi no e-mail “quando se sentir pronto, me procure pra conversarmos”. Não deu nem meia hora e ele me ligou dizendo “estou pronto pra falar com você. Vamos contratar a consultoria”. Desliguei o telefone e fui correndo procurar um cantinho silencioso, só pra agradecer ao universo por ter me ajudado nessa!

 


Continua na próxima semana!

Você também pode gostar de:

×
×
×
curso de google adwords em curitiba
Curso de Google Adwords em Curitiba
foi comprado por uma pessoa
about 24 horas ago
 
Curso de Inbound Marketing em Curitiba
foi comprado por uma pessoa
about 1 dia ago
 
curso de branding
Curso de Branding e Gestão de Marcas
foi comprado por uma pessoa
about 1 dia ago